Nanossegundos de tensão em ambientes de circulação do capital

posto_de_gasola

Fui abastecer o carro.

-Amigo, coloca 20 reais de comum pra mim, por favor.
-Tranquilo, parceiro. Se quiser, já pode ir lá pagar.

Segui a recomendação do profissional e fui ao caixa. No meio do caminho, minha mente se desconfigurou. A dúvida tomou conta do meu eu interior. Dei meia volta.

-Opa! Quanto vai ficar?

Alguns segundos de silêncio e percebi minha burrada. Comecei a rir igual um maníaco sob o olhar confuso do frentista.

Se vocês procurarem por aí, o cara do posto já deve ter postado um texto sobre o dia em que ele atendeu um cabeludo cheirado de cocaína até o osso. Eu não uso drogas, amigo frentista. Eu sequer bebo. Só não estava no meu momento mais brilhante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s